Muita saúde amor e paz pra todos...Feliz ano novo!

                         
Ano novo vida nova...é exatamente isso que representa essa passagem de ano se da noite para o outro dia ganhamos uma página em branco para escrevermos...eu diria que no ano novo ganhamos um livro inteiro em branco para podermos colocar mais um capitulo de nossa vida...se o ano passado fizemos coisas erradas se esse não foi um ano proveitoso....ao invés de ficarmos nos lamentando devemos lembrar que Deus nos deu um novo ano para mudarmos, para pedirmos o perdão declarar o amor,trocar os abraço, realizar sonhos, atingir metas....temos que perder o medo de viver...são muitos os que desistem e se sentem perdedores sem nem ao menos ter tentado....a única coisa que não podemos esquecer é que somo nós quem escrevemos nesse livro...então tudo que resultar dele será de nossa responsabilidade os caminhos seguidos as atitudes tomada...então pensem e reflitão o que foi feito de errado e deve melhorar para não cometermos no novo ano que se inicia os mesmos erros do passados....pois a vida é linda cheia de luz e brilho e devemos abraçar este novo ano como um amigo muito querido e sermos responsáveis para não desapontarmos que nos deu o mais maravilhoso presente de todo a VIDA!
                                         
                                              




     FELIZ ANO NOVO...QUE  ESTE NOVO ANO SEJA REPLETO DE SAÚDE,AMOR E PAZ PARA TODOS....Que as pessoas aprendam a perdoar...amar....cultivar....cuidar....ajudar...o próximo sem se esquecer de quem nos deu esse novo dia para sermos felizes....









Dingo bel...Dingo bel...é natal... é natal....amor e paz a todos de bom coração.

O espírito Natalino...amor...paz...felicidade...saudade,o coração cheio esperança..eu sou uma das muitas pessoas que são apaixonadas pelo natal,que tem boas recordações dessa data na infância, por isso vim aqui indicar os livro que eu acho que podem te deixar mais sensibilizado e emocionado neste natal...




A ultima música do autor Nicholas Sparks





Uma história inesquecível de amor, carinho e compreensão – o primeiro amor, o amadurecimento, a relação entre pais e filhos, o recomeço e o perdão – A ÚLTIMA MÚSICA do autor Nicholas Sparks demonstra, as várias maneiras que o amor é capaz de partir e curar seu coração.

O Expresso Polar Chris Van Allsburg




Marcado pela simplicidade da história e pelas magicas ilustrações de Chris Van Allsburg, O Expresso Polar é um clássico natalino que nunca sai de moda, e que, apesar de ter sido lançado originalmente em 1985 e ter vendido milhões de cópias em todo o mundo, ainda hoje, quase vinte anos depois, é o atual nº 1 na lista dos mais vendidos do jornal New York Times.



Um amor para recordar...de Nicholas Sparks


O livro "Um amor para recordar" (A walk to remember) do autor Nicholas Sparks, é uma comovente história de amor,que demonstra o sentimento na sua forma mais pura,simple e verdadeira derubando obstaculos,preconceitos,perda... é amor que resiste a tudo até a perda do ser amado.

Querido John - O que Você Faria com uma Carta que Mudasse Tudo?



"Querido John" narra a história de um jovem soldado americano, John, que se apaixona por Savannah uma estudante conservadora. Quando Savannah Lynn Curtis entra em sua vida, John Tyree sabe que está pronto para começar de novo. Ele, um jovem rebelde, se alista no exército logo após terminar a escola, sem saber o que faria de sua vida. Então...


Boa leitura....

Ano 2070 Acabo de completar 50 anos


Ano 2070



Acabo de completar 50 anos, mas a minha aparência é de alguém de 85.

Tenho sérios problemas renais porque bebo pouca água.

Creio que me resta pouco tempo.

Hoje sou uma das pessoas mais idosas nesta sociedade.

Recordo quando tinha 5 anos.

Tudo era muito diferente.

Havia muitas árvores nos parques. As casas tinham bonitos jardins e eu podia desfrutar de um banho de chuveiro por aproximadamente uma hora.

Agora usamos toalhas em azeite mineral para limpar a pele.

Antes, todas as mulheres mostravam as suas formosas cabeleiras.

Agora, raspamos a cabeça para mantê-la limpa sem água.

Antes, meu pai lavava o carro com a água que saía de uma mangueira.

Hoje os meninos não acreditam que utilizávamos a água dessa forma.

Recordo que havia muitos anúncios que diziam para CUIDAR DA ÁGUA, só que ninguém lhes dava atenção. Pensávamos que a água jamais poderia terminar.

Agora, todos os rios, barragens, lagoas e mantos aquíferos estão irreversivelmente contaminados ou esgotados.

A indústria está paralisada e o desemprego é dramático.

As fábricas dessalinizadoras são a principal fonte de emprego e pagam os empregados com água potável em vez de salário.

Os assaltos por um bujão de água são comuns nas ruas desertas.

A comida é 80% sintética.

Antes, a quantidade de água indicada como ideal para se beber era oito copos por dia, por pessoa adulta.

Hoje só posso beber meio copo.

A roupa é descartável, o que aumenta grandemente a quantidade de lixo. Tivemos que voltar a usar as fossas sépticas como no século passado porque a rede de esgoto não funciona mais por falta de água.

A aparência da população é horrorosa: corpos desfalecidos, enrugados pela desidratação, cheios de chagas na pele pelos raios ultravioletas que já não têm a capa de ozónio que os filtrava na atmosfera.

Com o ressecamento da pele, uma jovem de 20 anos parece ter 40.

Os cientistas investigam, mas não há solução possível.

Não se pode fabricar água, o oxigénio também está degradado por falta de árvores, o que diminuiu o coeficiente intelectual das novas gerações.

Alterou-se a morfologia dos espermatozóides de muitos indivíduos.

Como conseqüência, há muitas crianças com insuficiências, mutações e deformações.

O governo até nos cobra pelo ar que respiramos: 137 m3 por dia por habitante adulto.

Quem não pode pagar é retirado das "zonas ventiladas", que estão dotadas de gigantescos pulmões mecânicos que funcionam com energia solar.

Não são de boa qualidade, mas se pode respirar.

A idade média é de 35 anos.

Em alguns países restam manchas de vegetação com o seu respectivo rio que é fortemente vigiado pelo exército.

A água tornou-se um tesouro muito cobiçado, mais do que o ouro ou os diamantes.

Aqui não há árvores porque quase nunca chove. E quando chega a ocorrer uma precipitação, é de chuva ácida.

As estações do ano foram severamente transformadas pelas provas atómicas e pela poluição das indústrias do

século XX.

Advertiam que era preciso cuidar do meio ambiente, mas ninguém fez caso.

Quando a minha filha me pede que lhe fale de quando era jovem, descrevo o quão bonitos eram os bosques.

Lhe falo da chuva e das flores, do agradável que era tomar banho e poder pescar nos rios e barragens, beber toda a água que quisesse.

O quanto nós éramos saudáveis!

Ela pergunta-me:

- Papai! Por que a água acabou?

Então, sinto um nó na garganta!

Não posso deixar de me sentir culpado porque pertenço à geração que acabou de destruir o meio ambiente, sem prestar atenção a tantos avisos.

Agora, nossos filhos pagam um alto preço...

Sinceramente, creio que a vida na terra já não será possível dentro de muito pouco tempo porque a destruição do meio ambiente chegou a um ponto irreversível.

Como gostaria de voltar atrás e fazer com que toda a humanidade compreenda isto...

...enquanto ainda é possível

fazer algo para salvar o nosso planeta Terra!

Autor :desconhecido






Oi pessoal...eu estava na "solução de problemas do google" rs e encontrei este texto em uma das respostas das perguntas....assim que eu vi pensei..."essa resposta ta muito grande" então fui ler para ver o que era...eu achei tão lindo esse texto que não ia me perdoar se não compartilhasse com vocês...eu fiquei tão emocionada com o texto que comecei a pesquisar o tema...meio ambiente, destruição...e descobri que no passo em que anda as coisas a floresta Amazónica,em 30 ou 50 anos vai sumir e em seu lugar teremos um típica vegetação de cerrado..."Se o ritmo da devastação não for contido, em poucas décadas toda essa biodiversidade desaparecerá da superfície terrestre sem que o homem tenha sequer sido capaz de conhecer toda a sua riqueza"  essa foi uma frase em um dos sites que pesquisei que me chamou a atenção...ai vocês podem pensar "e eu com isso? em 30 ou 50 anos eu talvez nem esteja aqui " você talvez não mas e seus filhos? netos? eu particularmente gosto de pensar que a vida na terra é só o principio e que algo muito maior e melhor esta por vir...mas que um dia podemos voltar...podem chamar de reencarnação o do que quiserem...mas ai eu me fiz uma pergunta "mas voltar pra onde? pra viver como?" então percebi que talvez não exista mais vida na terra daqui uns séculos....Olhe para a janela e me diga o que vê? (claro que o tempo esta nublado...mas imagine num lindo dia de sol) bem eu vejo um céu lindo todo azul....de uma dimensão inimaginável que acoberta os mais maravilhosos segredos do mundo...com nuvens branquinhas parecendo algodão doce,em baixo eu vejo casas muitas casa cheias de vida pura e simplesmente vida para onde eu olho,vejo também vários animais de todos as espécies,raças...lutando pelo seu espaço e seu direito a vida assim como nós....agora imagina daqui um tempo (décadas,séculos,milénios) você abre novamente a janela...e o que vê? especulações e estudo sobre esta pergunta estão sendo feitos em todo o mundo mas devo advertir que as respostas são as piores possíveis...são tantos os problemas aquecimento global...escurecimento global....camada de ozónio...me da arrepios só de imaginar.Com esse texto não pretendo fazer nenhuma revolução nem nada do tipo simplesmente quis compartilhar uns pensamentos que tive ao ler o texto acima...espero que curtão a reflexão bjoss

que quiser saber mais sobre a situação da Amazonia tem esse site que eu gostei muito de onde tirei muitas informações : http://www.guiarh.com.br/amazonia.htm

O Castelo de Vidro - Jeannette Walls (Glass Castle)

"Quando comecei a sexta série as outras crianças mexiam com o Brian e comigo por que eramos muito magrinhos. Elas nos chamavam de perna de aranha,menina esqueleto, chave inglesa, bunda seca, mulher graveto, bambu e girafa diziam que eu podia me proteger na chuva ficando embaixo de um fil de telefone."


Este livro eu não conhecia nem sabia de sua grandeza ou fama até que ele caiu em minhas mãos. Como eu sempre fui apaixonada por livros meu pai tem o costume de me trazer alguns de sebo quando ele passa por umcerto dia ele chegou com esse livro junto com ''Pássaros feridos'' como esse eu já tinha ouvido falar muito comecei a ler sem dar muita importância para o outro, até que terminei e peguei ''o castelo de vidro'' e dei uma olhadinha nas primeiras quatro páginas. Desde esse momento não parei mais, li nesse dia até as 3:30hs da manhã e no dia seguinte terminei ele antes do almoçoacreditem é uma leitura insaciável e frenéticaeu não conseguia mais parar e fiquei meio maluca com  esse livro, pois ele me levou aos extremos. Eu chorei, me indignei, fiquei brava, ri muito, gargalhei, fiquei pasma, chocada...fui do ódio ao amor neste livro. Terminei a leitura exaltada e precisei de um tempo pra me recompor depois. 

Neste livro a Jeannette conta suas memorias da infância ate sua maturidade, chegando ao casamento. São relatos impressionantes (que confesso que se fosse comigo não sei se teria coragem de revelar a alguém) mas neste livro essas memorias não são contadas da maneira como estamos acostumados a ver neste tipo de leitura. Em momento algum ela nos faz parecer que esta pedindo nossa piedade ou que tem raiva das coisas que passou, ou guarda ressentimento por alguém. O que mais me impressionou foi a coragem e inteligência que ela demonstra que teve desde a infância para superar tantos obstáculos e fazer graça com passagens que se deveria chorar. Ela usa em diversos momentos de sátiras e um humor negro como ela mesma diz, que nos faz dar altas risadas em situações inusitadas ao invés de chorar. 
 Sabe quando a situação ta tão difícil e desastrosa que damos risadas de "não tem como piorar''  aqui vemos diversos momentos como esse. A maior lição que podemos tirar desse livro é perceber "como choramos de barriga cheia'' é claro que todos temos nossos problemas e nossa cota de sofrimento na vida mas as vezes temos que olhar para trás e ver aqueles que teriam tudo para desistir da vida dos sonhos mas continuam batalhando e sempre com um sorriso sincero no rosto. O que eu posso lhes dizer desse livro é "nunca vi nada igual" realmente espero que possam dar uma olhada (acredito que basta 3 a 4 páginas para que vocês fiquem fascinados) garanto que este livro só poderá lhes fazer muito bem.

Resumo: Este livro relata-nos uma comovente lição de vida. Jeannette Walls é hoje uma bela mulher, bem sucedida na sua carreira de jornalista. Mas há duas décadas que ela esconde um segredo: as suas raízes.Jeannette é filha de Rex e Rose Mary Walls que tiveram mais quatro filhos. Rex e Rose eram dois idealistas que formavam, com os filhos, uma família excêntrica, disfuncional e que viveu sempre, por vontade dos pais, no limiar da pobreza. Optaram por viver como nómadas, mudando constantemente de cidade em cidade. Sem casa, iam vivendo em armazéns abandonados ou acampavam nas montanhas. Os filhos tiveram de sobreviver sozinhos. Eram eles que arranjavam a comida, limpavam o espaço onde viviam e eram ainda eles que tentavam convencer os pais a trabalhar. Ao longo dos anos foram-se amparando uns aos outros, numa luta sem fim para conseguir sobreviver.


Jeannette Walls: hoje em dia ela  mora na Virginia, Estados Unidos, e é casada com o escritor John Taylor. Já trabalhou em vários jornais e revistas, como o USA Today e a New York Magazine. Colabora regularmente com o canal a cabo norte-americano MSNBC. O Castelo de Vidro ganhou vários prêmios, entre eles o Elle Readers de 2005 e o Alex 2006 da American Library Association. 

Trechos comoventes e inesquecíveis :

"Quando as outras  garotas entravam e jogavam fora os sacos com os restos do almoço,eu ia catar na lata de lixo. Eu não conseguia me conformar com toda aquela comida boa: maçãs, ovos cozidos,pacotes de biscoito de amendoim amanteguado, picles, caixinhas de leite, sanduíches de queijo com uma mordida. Só por que a menina não gostava  dos pedaços de tempero misturados ao queijo. Eu eu voltava para dentro do banheiro e dava uma conferida nas minhas descobertas deliciosas antes de comer"

"Escolhe a tua estrela favorita — disse ele naquela noite. Ele disse que eu podia ficar com ela para mim. Ele disse que era o meu presente de Natal.

— Você não pode me dar uma estrela! — falei. — Ninguém é dono de uma estrela.
— É isso aí — disse ele. — Nenhuma outra pessoa tem uma estrela. Basta você declarar que tem antes dos outros, que nem aquele carcamano do Cristóvão Colombo, que declarou que a América era da rainha Isabel. Declarar que uma estrela é tua tem a mesma lógica
Pensei bem e cheguei à conclusão de que o papai estava certo.(...)
Quero aquela — falei.
Papai sorriu.
— Aquele é Vênus — disse ele. — Vênus é apenas um planeta bem chinfrim se comparado às estrelas de verdade. (....)
Gosto dele mesmo assim — falei. Eu já admirava Vênus
E ele me deu Vênus."





Eu quase não acreditei quando vi esse video com a mãe da Jeannette...Rose Mary






Para refletir...


"Embora ninguém possa voltar atrás e fazer um novo começo, qualquer um pode começar agora e fazer um novo fim..." [ Chico Xavier ]




Romeu e Julieta (Romeo and Juliet) William Shakespeare



A história tem como cenário a cidade de Verona. Duas famílias poderosas são inimigas mortais: a família Montecchio e a família Capuleto. Vivem em constantes conflitos, os quais perturbam a ordem e a paz da cidade. Tais acontecimentos provocam a ira do Príncipe que determina severa punição aos envolvidos nos conflitos: caso as brigas e provocações não cessassem, seriam punidos com a morte. Romeu, um jovem Montecchio passional e destemido, sofre de amor por Rosalina. 

Contem Spoilers

Tem como melhores amigos e companheiros Benvólio e Mercúcio. É convidado por estes, no intuito de fazê-lo esquecer Rosalina, a ir ao baile de máscaras dos Capuleto. Romeu encanta-se por uma jovem e bela moça, que descobre ser Julieta Capuleto, que corresponde ao encantamento. Mais tarde, Romeu invade o jardim da casa de Julieta e, escondido, ouve Julieta declarar seus sentimentos por ele. Decide revelar sua presença e após trocarem juras de amor, marcam o casamento para o dia seguinte. Romeu vai à cela de Frei Lourenço e convence-o a realizar a cerimônia secreta. 
Com a ajuda da Ama de Julieta, a cerimônia é realizada. Após a cerimônia, Romeu presencia um duelo entre seus amigos e Teobaldo, um Capuleto, primo de Julieta. Mesmo desafiado Romeu nega-se a lutar, mas Teobaldo mata Mercúcio e Romeu, tomado pela cólera, mata Teobaldo. O Príncipe abranda a punição e permite que Romeu vivesse, mas resolve bani-lo da cidade para sempre. Romeu refugia-se na cela do Frei Lourenço. Julieta, prometida ao Conde Páris, recebe a notícia dos acontecimentos e mantém-se apaixonada por seu marido. Manda a Ama procurá-lo e entregar-lhe um anel como prova de seus sentimentos. Pede que Romeu vá ao seu quarto durante a noite. Romeu e Julieta passam a noite juntos.

 A ama, apesar de ajudá-los tenta convencer Julieta de que Romeu não serve para ela. Julieta zanga-se com a Ama. Romeu parte para Mântua logo pela manhã, após o canto da Cotovia, que simboliza o amanhecer. Enquanto isso, os pais de Julieta resolvem casá-la com o Conde Páris. 
Desesperada Julieta pede ajuda ao Frei que a aconselha a aceitar o casamento para despistar seus pais. Dá a ela um frasco de elixir para simular sua morte e montam um plano: Julieta deveria tomar o conteúdo do frasco, sua família acreditaria em sua morte, o casamento com o Conde não se realizaria e o Frei, através de uma carta explicativa, mandaria Romeu voltar para que ficassem juntos. 
Porém a carta se extravia e Romeu recebe a notícia da morte da amada. Compra um veneno e desesperado decide morrer também. Volta à cidade e defronta-se com o Conde no mausoléu onde está Julieta. 
Travam duelo e Romeu assassina-o. Toma o veneno diante do corpo de Julieta e morre abraçado a ela. Frei Lourenço chega para tentar impedi-lo, mas é tarde, foge para não ser desmascarado e punido, porém antes acorda Julieta, que horrorizada decide ficar junto de seu grande amor. Julieta beija Romeu para tentar absorver o veneno de seus lábios e morrer também, mas sua tentativa é frustrada. Apanha a adaga de Romeu e apunhala-se, morrendo junto de seu marido. As famílias, após descobrirem os sacrifícios dos jovens, perdoam-se mutuamente e juram manter a paz em nome do amor de seus filhos.



Pouca coisa se sabe sobre a vida de William Shakespeare. A falta de maiores informações sobre sua vida chegou a inspirar dúvidas quanto à verdadeira autoria de suas peças. Sabe-se apenas, com certeza, que ele nasceu em Stratfordon-Avon, a 22 de abril de 1564, e morreu na mesma cidade, a 23 de abril de 1616. Teria freqüentado o colégio público de sua cidade natal, casado muito cedo e se tornado ator. Ao transferir-se para Londres, em 1592, já era um dramaturgo conhecido. Dono do Globe
Sua primeira peça, "Titus Andronicos", escrita provavelmente em 1590, já trazia alguns elementos do universo shakespeariano: uma tragédia de horrores, cheia de assassinatos e violações, em que se vislumbra o toque do supremo analista da alma humana. Apesar de ter gozado de grande popularidade na época, essa obra seria mais tarde considerada indigna de Shakespeare. Em seguida, começou a elaborar peças históricas e comédias populares. Dessa fase, são mais conhecidas hoje: "A megera domada", cuja fonte foi uma antiga peça anônima e escrita apenas para divertir o público; "Romeu e Julieta", derivada de um insípido poema de Arthur Brooke, que se tornou a mais célebre das tragédias de amor de todos os tempos e a obra mais conhecidas do autor; e "Julio César", sua ultima peça renascentista.Entre suas obras mais conhecidas estão Romeu e Julieta, que se tornou a história de amor por excelência, e Hamlet, que possui uma das frases mais conhecidas da língua inglesa: To be or not to be: that's the question (Ser ou não ser, eis a questão).
Autor de trinta e sete peças teatrais, Shakespeare é considerado o maior dramaturgo da literatura universal. O fato de ter escrito à maneira de sua época, o fértil renascimento elisabetano, com uma técnica que nada tem em comum com a antiguidade grega ou o classicismo francês, foi durante muito tempo obstáculo para o reconhecimento de sua obra, muito mais influenciada por autores ingleses seus contemporâneos como Marlowe, Middleton ou John Webster do que pelos clássicos. Também poeta, Shakespeare escreveu dois poemas narrativos durante a juventude e mais de cem sonetos, considerados os mais belos da língua inglesa.


Quem não conhece Romeu e Julieta? Ou pelo menos nunca ouviu falar? Eu li vários trechos da história no decorrer do tempo... E quando vi uma das representações cinematográficas fiquei apaixonada. Como uma boa romântica que sou, a musica tema desse clássico ficou marcada em mim... que garota nunca sonhou com a canção "What is a Youth

 


 "Esses prazeres violentos tem fins violentos e morrem em seu triunfo,como fogo e pólvora que ao se beijarem se consomem.O mais doce mel repugna por sua própria doçura,e seu sabor confunde o paladar.Portanto ama com moderação;o amor douradoro é moderado.Quem corre demais chega tão atrasado como aquele que anda muito devagar."(frei Lorenço)

"O que é isto? Um cálice,que meu verdadeiro amor segura em sua mão?Vejo que veneno foi seu fim prematuro.-Avarento!Bebe tudo e não deixa nem uma gota amiga que depois me ajude?-Beijarei teus lábios.Pode ser que ainda encontre neles um pouco de veneno que me faça morrer com esse fortificante." (Julieta)

"Olhos,um ultimo olhar!Braços,o derradeiro abraço!E,lábios,ah,vocês,portais da respiração celem com beijo justo este acordo perene com a morte devoradora.Vem,condutor amargo;vem,guia repugnante;tu,piloto desesperado,arremessa de uma vez contras as rochas violentas tua nau cansada e nauseada do mar.Ao meu amor! ""(bebe o veneno) (Romeu)



[RESENHA] Orgulho e Preconceito - Jane Austen (Pride and Prejudice)


Sinopse: Na Inglaterra do final do século XVIII, as possibilidades de ascensão social eram limitadas para uma mulher sem dote. Elizabeth Bennet, de vinte anos, uma das cinco filhas de um espirituoso, mas imprudente senhor, no entanto, é um novo tipo de heroína, que não precisará de estereótipos femininos para conquistar o nobre Fitzwilliam Darcy e defender suas posições com perfeita lucidez de uma filósofa liberal da província. Lizzy é uma espécie de Cinderela esclarecida, iluminista, protofeminista. Neste livro, Jane Austen faz também uma crítica à futilidade das mulheres na voz dessa admirável heroína — recompensada, ao final, com uma felicidade que não lhe parecia possível na classe em que nasceu.



É uma verdade universalmente conhecida que um homem solteiro, possuidor de uma boa fortuna, deve deve estar necessitado de esposa



Hoje quero falar para vocês sobre a grande Jane Austen.  Esse livros eu achei em um bazar que eu fui.jogado lá no cantinho, e como não resisto a um livro (ainda mais tão sozinho o pobrezinho...rs) comprei e fui tratar de ler. No princípio eu achei a linguagem meio complicada, e ate deixei ele de lado um pouco... (e quem conhece o livro sabe bem do que estou falando.) por que é um livro de época, então usa palavras antigas, mais complexas e meio que desconhecidas, mas eu odeio começar um livro e não terminar, então sentei e comecei a ler de novo, e desta vez li mais de vagar relendo as partes mais complicadas (e ate usei um dicionário nas palavras desconhecidas) mas fiquem calmos não é um livro tão difícil e só que eu tenho a mania de ler com um dicionário e todas as palavras que não conheço de qualquer livro, fico procurando o significado.

 Conforme fui lendo, fui ficando muito amiga de Elizabeth, e comecei acha-lá muito engraçada de uma maneira sutil (ela tem o que chamamos de humor negro, faz escárnio dos costumes e pessoas da alta sociedade ) e bastou que me fosse apresentado Mr. Darcy (um homem elegante, culto, misterioso, um pouco orgulhoso mas só paras os que não o conhecem) que fiquei apaixonada, ele é diferente dos homens da época (apesar de esconder isso um pouco) quando dei por mim estava a horas lendo sem precisar de dicionário e nada, pois fui me familiarizado com o texto e por momentos (enormes) até me esqueci que eu não fazia parte da história, que meu tempo era outro. Não sei vocês mas para mim, um bom livro é aquele em que eu começo a ler e é como se entrasse no livro, fico em outro mundo, e me esqueço da realidade, e esse com certeza conseguiu me fazer isso. 
Apesar de ser outra época, as coisas como a família, não mudaram muito, os filhos homens até hoje tem privilégios e liberdades que os pais não dão para as garotas (mesmo muitas vezes elas sendo mais responsáveis que eles) as mães como sempre preocupadas com suas filhas, o que vão fazer quando crescerem, com quem vão casar? Será que vão se perder na vida, engravidar antes do casamento, e o pai sempre mais distante da educação dos filhos deixando quase tudo nos ombros da mãe. 
A sociedade também não mudou muito, até hoje as pessoas estão sempre representando papeis umas para as outras, no grande teatro da vida sempre tentando aparentar o que não se é, afim de que pessoas que você mal conhece te aprovem. 
As desigualdades sociais existem até hoje, como todos sabem. Por isso recomendo esse livro pelo qual me apaixonei  a todos não só por sem um grande clássico na literatura inglesa, e marcar a presença de uma escritora mulher (coisa que era horrível na época) mas também por que é realmente uma história maravilhosa, que vai saber te entreter e maravilhar durante a leitura. Para quem quiser existem filmes sobre esse livro que podem te dar uma boa dica do que esperar (mas mesmo vendo o filme aconselho a lerem o livro pois um filme de adaptação de um livro é como um resumo do mesmo, fazendo com que muitas partes legais e importantes fiquem de fora. 

Espero que gostem e boa leitura. Logo falarei sobre "Razão e sensibilidade" um outro livro da Jane Austen que vai te encantar e te fazer pensar muito, e fiquem a vontade para comentar.



E para dar o gostinho de quero mais aqui vai o trailer do filme baseado na obra de Jane Austen 





A obra literária de Jane Austen deu ao romance inglês o primeiro impulso para a modernidade, ao tratar do cotidiano de pessoas comuns. De aguda percepção psicológica, seu estilo destila sempre uma ironia sutil, dissimulada pela leveza da narrativa. Orgulho e Preconceito (1797) é a obra mais conhecida da autora. Jane Austen mostrou como o amor entre os protagonistas era capaz de superar barreiras de orgulho e preconceito, a diferença social entre eles e o escasso poder de decisão concedido à mulher na sociedade da época.A crítica veio a considerá-la a primeira romancista moderna da literatura inglesa.
Se ainda não entendeu a importância da obra para os ingleses, basta dizer que os súditos da Rainha elegeram Orgulho e preconceito o segundo livro mais importante de sua literatura, atrás apenas de O senhor dos anéis.

texto copiado do blog: http://ebooksgratis.com.br/




Deus permite o contraste para que possamos enxergar claro. De que adiantaria acender uma luz na claridade??? É nas trevas que ela é percebida.

 Aqui coloco alguns trecho do livro "Pelas portas do coração" da Zibia Gasparetto
 

Viver é ter consciência da realidade que se esconde atrás da aparência. É ver além dos cinco sentidos. É enxergar com os olhos da alma ...

 A vida materializa nossos pensamentos. Conforme acreditamos, ela se torna. Cultivando medo, a falta de amor, o egoísmo e a descrença. Não é esse o caminho. As pessoas querem, mas suas atitudes revelam o oposto.

 Para receber é preciso primeiro dar. Para atrair é preciso irradiar. Essa é a força da vida.

 Se Deus colocou tanta beleza, tanta vida, tanta alegria e perfume em simples flores, o que não terá feito com o Homem?!?

Deus sempre faz o melhor. ELE nos deu beleza, sentimento, alegria, bondade e possibilidade de escolher. A dor, o sofrimento, a maldade, o ódio, a ignorância vem da nossa necessidade de perceber
.
 Deus permite o contraste para que possamos enxergar claro. De que adiantaria acender uma luz na claridade? É nas trevas que ela é percebida.

Sem a tristeza, a alegria não seria apreciada. Sem a carência a abundância não teria significado.
 Somos todos crianças na "escola da vida". Durante nossa "infância", precisamos experimentar para ganhar senso de r e a l i d a d e ..
.
 O sofrimento é pano de fundo para que o bem seja notado
.
Baseado na perfeição de Deus: A natureza nos ensina isso. Basta olhar. Não lhe parece que um Deus tão extraordinário, tão criativo, que colocou tanta beleza, tanto perfume na simplicidade de uma flor, que enfeitou nosso mundo com um céu tão azul, um mar tão belo, tudo para nos fazer felizes, só nos destina à FELICIDADE e à ALEGRIA ... ( ?!?)

A dor serve para nos levar aos cuidados da preservação. É um alerta que nos adverte que algo não está bem. Sem ela, não teríamos referencial. O CAMINHO QUE TE LEVARÁ À FELICIDADE COMEÇA EM VOCÊ MESMO!!!

esses trechos foram copiados do blog http://juroamor.blogspot.com/



Esse é um trecho do livro "Quando chega a hora" da Zibia Gasparetto



- Você alguma vez já amou assim?


- Não. Eu pensei que estivesse amando. Mais tarde compreendi que estava enganado. Por isso me separei. Um dia eu sei que vai acontecer comigo. Não sei quando, mas quando ocorrer, quero estar livre para viver plenamente minha vida.

- Tem certeza de que será correspondido?

- Não. Se for correspondido será a felicidade máxima.Entretanto, se não for, continuarei amando e expressando meu amor. Eu sei que só o amor incondicional pode alimentar nossa alma. Não quero entrar na angustia da paixão, da esperança, da dúvida. Eu quero sentir essa energia maravilhosa que tudo transforma e dá alegria de viver, entusiasmo, prazer.

Os olhos de Alberto brilhavam e Liana sentiu seu coração bater mais forte:

- O que diz é um sonho impossível. Esse amor não existe, você mesmo falou que nos deixamos levar pelo desejo, pelo sexo.

- A incapacidade de amar das pessoas, não impede que o amor exista. Tenho visto coisas terríveis em nome do amor. E por causa delas as pessoas sofrem. Repito: O amor verdadeiro não é dor;é prazer, bem-estar. O resto são ilusões, sonhos que a vida vai destruir. Você está enganada. O amor incondicional é a única verdade da vida e a chave da felicidade."

Esse trecho foi copiado do blog  http://seu-riso.blogspot.com/




BlogCatalog

[RESENHA] Nada é por acaso - Zíbia Gasparetto




''Ventre de aluguel um canal de união entre a mãe estéril e um filho do coração.''


    Nesta emocionante história, aborda-se o tema de mulheres que buscam mães de aluguel para terem seus filhos por elas. Marina quis cedo ir a São Paulo para formar-se em Advocacia, ter vida própria e poder ajudar a mãe e o irmão. Começa então a trabalhar como estagiária em uma empresa, mas terminado seu curso, percebe que pode conseguir muito mais.

Procurando novo emprego, é chamada para uma entrevista em grande escritório de advocacia, mas a proposta apresentada à sua frente é bem diferente da que imaginara: Adele, mulher poderosa e presidente da empresa, quer que Marina tenha um filho com o marido de sua filha estéril, para que seu neto possa, no futuro, assumir seu império. As recompensas por tamanho favor seriam a proteção de Adele e um milhão de dólares!

Começam mudanças na vida de todos, e este plano, mesmo gerado na ambição, traz no ventre de aluguel um canal de união entre a mãe estéril e um filho do coração.



 

Este livro me emocionou muito em especial por que trata do amor de diferentes ângulos, o amor entre irmãos, entre um filho e uma mãe, entre marido e mulher, mãe e uma filha e entre os pais, nos mostrando as diferentes formas de amar a maior lição que eu tirei dele foi que o amor não depende da ligação sanguina do parentesco, basta você abrir seu coração e se entregar ao sentimento e se for sincero sera correspondido. Eu me emocionei  também por que quando estava lendo este livro minha irmã ligou e me contou que ia ganhar minha sobrinha no dia seguinte, eu chorei muuuito e corri para o hospital e fiquei lá ate a noite do dia seguinte....ai eu lembrei do livro e vi a coincidência e percebi que realmente nada é por acaso. Por que neste livro tem umas mensagens lindas que tinham muito a ver com a gente, já que minha irmã tinha dificuldades para engravidar mas queria muito e ate pensou em adoção...foi uma leitura e um dia maravilhoso para mim ,recomendo a todos....



Beijos
        Nita

"O presente" de Danielle Steel


Esta história passa-se nos anos 50, quando as pessoas ainda acreditavam nos sonhos e altura em que o papel da família era ainda muito importante. O enredo desenrola-se numa pequena e pacata cidade situada no centro dos Estados Unidos, onde tem lugar uma fantástica sucessão de acontecimentos. A morte de uma menina deixa destroçada uma família até aí feliz. Na mesma altura aparece, na cidade, uma jovem desconhecida que se desentendera com a sua própria família. Esta jovem vai apaixonar-se pelo irmão da menina que morreu e o amor dos dois, inocente e cheio de esperança, vai permitir a essa família conseguir voltar a sonhar. Sensibilizando todos os que estão em seu redor, a jovem vai mudar profundamente a vida daquela família ao deixar-lhes um presente antes de os deixar.


Vou ser sincera com vocês....eu choreiiii rius de lágrimas com este livro, que terminei de ler ontem...é uma história linda...que nos mostra grandes lições de vida...eu indico a todos este livro...mas principalmente as pessoas que perderam um ente querido e não sabem como continuar a viver....é uma história emocionante que eu simplesmente amei....espero que gostem bjosss
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...